Thursday, February 11, 2016

The Right Sofa Dilema * O Dilema do Sofá Ideal!!


Quando todos os dias vemos muitos modelos, muitas opções, muitos detalhes diferentes e opções de tecidos que nunca mais acabam, é impossível escolher o sofá perfeito para a minha própria casa! A sério! É ridículo eu sei! Mas é a mais pura das verdades. Eu Ana Antunes me confesso que não consigo escolher o sofá perfeito, para a minha própria casa! (podem rir à vontade... :))) ) Eu explico;

1. O Dilema do Estilo? 
Tenho uma sala com 4,20 m de pé direito, frisos tectos e portas trabalhadas. Um estilo clássico/contemporâneo, com alguns detalhes neo-clássicos e outros românticos . Um sofá demasiado contemporâneo, parece que não encaixa no espaço. Um sofá demasiado clássico, parece que vivo na sala da minha avó que era linda e enorme, mas não quero entrar num cenário de época, de cada vez que entro na sala! Portanto quanto ao estilo até já consegui definir na minha cabeça, que tem de ser algo a meio caminho entre o clássico e o contemporâneo. Do género dos que têm capitonet, ou tachas, mas que são de linhas direitas. Até aqui menos mal...

2. o Dilema da Côr?
Gosto dos tons cinzas e brancos marfim, cru e tons claros, mas depois tenho uma malta em casa, que não tem muito cuidado. e não falo das crianças porque o meu filho é mais cuidadoso que o distraído do pai! Solução um sofá mais escuro?.... Nem por isso!... Não consigo imaginar toda uma mancha enorme escura na minha sala por isso não consigo decidir a cor! Mas adoro o de veludo azul da imagem... Acho que conseguia ir até ao azul...

3. E os Tecidos?
Já tive em pele e gostei bastante, mas no inverno, confesso não ser a opção mais confortável!... O toque da pele ou napa claro que faz a diferença mas costumo preferir esta opção para escritórios ou casas de praia, para sala de pouco uso, também... Mas não quando a família toda acaba empilhada a dormir no sofá, no inverno! Não me parece... Bem sei que as capas laváveis são uma excelente opção mas, acho muito giro nas casas de campo ou de praia, num ambiente mais descontraído porque depois nunca ficam bem esticados e bonitos. E claro que em minha casa gostava mais do sofá lindo e esticadinho bem executado e perfeito... e é difícil... 

4. A Originalidade
Este é o dilema mais absurdo, porque acho sempre que como decoradora devia ter um sofá especial... de uma cor diferente... e com detalhes diferentes... excêntrico e tal... mas depois acho que me vou cansar de olhar para ele todos os dias, porque quando puser os olhos em cima de um novo catálogo de tecidos vou dizer. Agora, é que é! É este mesmo que eu quero! E uma semana depois já não é! Tal e qual uma criança com brinquedo novo, que brinca todos os dias durante uma semana e depois larga num canto!

5. Conforto ou Estética
Claro que este também é um problema para mim, porque os que eu gosto mais estão ali no campeonato dos chesterfield (o sofá todo em capitonet), mas não é de todo o sofá mais confortável. Também gosto mais das linhas anos cinquenta, mas numa altura em que as as pessoas se sentavam no sofá muito compostas e direitas. As senhoras de saias justas e joelhos juntinhos e não esparramados, como fazemos hoje em dia! Depois os mais confortáveis parecem-me sempre que tenho um hipopótamo no meio da sala, gordos e tal!...

Enfim, este é um desabafo de decoradora, que não consegue escolher o próprio sofá! :) ahahah

Enfim, os sofás das imagens em baixo são alguns dos meus favoritos, e todos podem ser encomendados na loja. Até as minhas assistentes já gozam comigo. No meio das encomendas dos clientes, perguntam-me quando é que vamos encomendar o meu... e quando é que vamos escolher o tecido para o meu... e eu estou sempre a dizer a mesma coisa! - Ainda não decidi!... e desatamos a rir à gargalhada!... 

Uma coisa é certa já não existe um sofá para toda a vida. Eu em 8 anos já tive 4 sofás diferentes, e ainda não encontrei o sofá perfeito. Será que ele existe? Ou existe durante uns anos e depois temos de mudar? Mais alguém tem este dilema? Eu sei que o meu, é agravado pelo facto de ter acesso a tantos modelos e opções, mas parece-me que há mais quem tenha este problema, certo?  Qual é que gostam mais das imagens em baixo?

























 Até Amanhã

Ana Antunes
(Thank you for sharing my passion for beautiful homes)

20 comments :

  1. Dependendo do estilo adoro todos! Será que pode indicar a marca dos sofás? Muito obrigada

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pois eu também!... qualquer um deles pode ser encomendado na LojaQuerido. é só uma questão de identificar qual e enviar-nos um mail para mail@lojaquerido.com

      Delete
  2. Olá linda Ana. Na minha opinião prefiro o primeiro, quinto e décimo primeiro (azul) modelos de sofá, seguindo a ordem das imagens. São os meus preferidos e concerteza que ficariam muito bem na sua sala!

    ReplyDelete
  3. Pois é, não é fácil. Eu confesso que escolhi um básico da Ikea, com o tecido cinzento claro e até estou satisfeita, tanto ao nível estético como de conforto.
    Este último rosinha também é bem fofo.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sei bem qual é Pipa T também é um dos meus favoritos do IKEA!

      Delete
  4. Querida Aninhas, não imagina como sou solidária com esse sentimento!!! quantas de nós não passamos já por isso, claro que a outro nível, mas igualmente angustiante quando queremos muito acertar com a escolha devida,mas as suas opções são maravilhosas, posso sugerir, na minha humilde opinião um clássico com um toque contemporâneo, mas tendo sempre em conta o conforto e e a qualidade. Um grande bj e não se esqueça de ter sempre as costas com bom apoio para evitar posições viciosas para a coluna do seu "povo"lindo!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Querida Maria José Turrion, obrigada pela sua sua dica que é fundamental! A questão do conforto para as costas que eu sofro horrores! Obrigada!

      Delete
  5. Compreendo perfeitamente o dilema! Eu ainda não encontrei o meu sofá perfeito. Também adoro todos os que mostrou, mas aliando design ao conforto adorei os de linhas simples com tachas nos braços. Muito elegantes! O meu sofá ideal seria desse estilo, numa cor clara mas não branco (por causa dos homens lá de casa) do estilo cinza ou toupeira clarinho, num tecido com algum feitio tipo espiga mas muito miudinho. E não se esqueça, há empresas que fazem tratamento dos tecidos e que os tornam facilmente laváveis. Boa sorte! :)

    ReplyDelete
  6. Para mim os sofás que têm chaise longue são perfeitos, no entanto o que está na imagem parece-me pouco confortável por causa do formato dos braços...
    No meu caso eu tenho um sofá de três e outro de quatro lugares em alcântara bege e são fantásticos, isto que eu tenho dois miúdos gémeos e uma cadela. Foi um investimento alto, mas a alcântara vale mesmo a pena, qualquer nódoa sai com um pano húmido e sabão, e quando digo que sai é mesmo verdade, numa altura tinha uma nódoa enorme no braço do sofá que pensava ser sangue mas afinal eram bagas de groselha e saiu tudinho sem se ficar a notar nada.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Muito Obrigada Ana Cristina Ramos pela sua opinião! Acho que vou experimentar a sua sugestão! Já tinha pensado nessa hipótese precisamente por causa do potencial do tecido no que diz respeito à limpeza!

      Delete
  7. Olá, Ana! Os sofás com capitoné são muito elegantes mas parecem-me pouco confortáveis, sobretudo se nos apetece passar uma tarde inteirinha sentados ou deitados neles. Eu apostaria no terceiro ou no sexto, embora também considere o cor de rosa (12º) muito elegante e envolvente. Mas acho esta seleção muito bonita e, para a minha casa, escolheria sem dúvida, o modelo do rosa que referi mas em branco. Beijinhos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pois o rosa é o encanto de qualquer mulher de bom gosto e feminina! É um dos meus favritos

      Delete
  8. Olá bom dia
    Será que me pode indicar a marca do sofá da 3ª foto?
    Obrigada
    Paula Melo

    ReplyDelete
    Replies
    1. É mandado vir por encomenda de fornecedor, na LojaQuerido. Basta enviar um mail para mail@lojaquerido.com

      Delete
  9. Olá, Ana, grande dilema! Eu começava por eliminar os capitonês, pois são pouco confortáveis e têm um ar muito clássico. Depois... já é bem mais fácil! Os que têm tachas são todos muitos giros e asseguram o compromisso entre o clássico e o contemporâneo. A cor? Adoro branco e com um tratamento do tecido fica sem o problema do marido descuidado! Até riscos de esferográfica feitos pelo neto saiem! O último, ou seja o rosa tem um modeo de que gosto muito. Bjs

    ReplyDelete
  10. Ana, bem vinda ao clube...também estou com esse dilema! Adoro os capitonet e o último. As cores sem dúvida branco (tenho 1 mas com 4 filhos está sempre sujo...), cinza ou toupeira. Beijinho.

    ReplyDelete
  11. Olá Ana, bem sei que já passaram uns dias desde este post, mas só o vi agora! :( Estou com o mesmo dilema. Acho que mudo de opção todas as semanas e agora tenho mesmo de tomar uma decisão. O capitonet para segundo sofá. :) Tenho tido alcântara e tem resultado bem em termos de limpeza, sem dúvida (3 filhas), mas também já preciso de mudar. Linhas lisas. Conforto. Tom claro (tenho medo, mas pronto, já está). Muitas almofadas para dar o toque especial da decoradora e inovar aí, em vez de inovar no sofá, talvez seja o melhor! Obrigada por me fazer pensar em voz (escrita) alta! Beijos.

    ReplyDelete
  12. Ai Ana...só me apetece explodir! Comprei um sofá caríssimo na Area e está feito em "fanicos"!! A "pseudo-pele" do sofá e da banqueta começou literalmente a descascar, tive que tapar tudo com tecidos (como as avós), mas é uma sujeira infinita na sala! Acho o cinza uma cor pratica e actual para uma habitação urbana, mas insisto que o sofá seja suficientemente alto que proporcione encosto no pescoço e que o assento não termine muito antes dos joelhos, caso contrario é um cansaço. Pensei que era a única, mas pelos vistos, é muito difícil escolher um bom sofá, mesmo depois de ultrapassada a questão estética. Beijinhos e obrigada pelo desabafo!!

    ReplyDelete
  13. Quando casei tive um sofá fantástico, mandado fazer numa loja que fechou entretanto. Era muito parecido com o da imagem 8, mas em bege e com os braços mais largos e arredondados... Depois mudámos de casa e o sofá ficava tão mal na casa nova!... Entretanto, as crianças e um sofá IKEA que já está miserável na espuma e desconfortável. A minha mãe tem um Chateaux d´Ax com relax há 15 anos e ainda está óptimo, mas agora não vejo nenhum que goste! A ideia dos relax é boa porque permite uma chaise-longue "escondida", também há os que têm uma cabeceiras que levantam para mais conforto, mas não está fácil escolher. Para mais, a minha sala também é uma típica de Lisboa: pé direito, frisos, tectos trabalhados... Boa Sorte Ana e por favor partilhe!!!! :)

    ReplyDelete
  14. Ana, já decidiu qual o sofá ideal? O conforto é prioridade, a par da estética, tendo como base a qualidade :) :).. Tendo isto dito..O sofá da figura 9 parece-me confortável..a cor é linda. Adoro o azulão, imagino a Ana a fazer uma decoração de 'die for', com ele, ligaria bem com aquelas pinturas do mar, que Ana tem!
    Beijinhos de quem a admira imenso!!
    Isabel Bartolomeu

    ReplyDelete

Comments here: