Wednesday, April 30, 2014

Back with a heart full of sadness... * De volta mas com um coração triste...


Quem conhece este blogue sabe que nunca estive mais do que 5 dias sem dar notícias.

Há precisamente 10 dias que me sento à frente do blogger, para escrever o que me vai na alma. Não sai nada. Levanto-me. Vou beber àgua. Respiro Fundo. Sento-me e choro mais uma vez. Já não tenho força para nem mais uma lágrima, mas elas vencem-me sempre que tento. Escrevo três palavras. Desisto. Fecho o computador e vou embora. Dez dias nisto. Não consigo escrever sobre uma das piores semanas da minha vida. Passo todos os filmes na minha cabeça cinquenta vezes por dia, mas não consigo escrever sobre eles nem uma vez. Hoje tem de ser. 

No dia vinte de Abril, Domingo de Páscoa, perdi a única referência de pai que tive em toda a minha vida. O meu tio, irmão da minha mãe, com quem cheguei a viver em criança quando a minha mãe foi viver para o Canadá. 

Foi ele que me ensinou tudo sobre o prazer da generosidade, o bom gosto, como receber, como é importante nos apresentarmos bem em qualquer ocasião, a beleza do que nos rodeia, a paixão pelas viagens e pelo mundo, e que a vaidade pode ser uma coisa boa. 

Foi ele que me ensinou que era importante a família se manter unida, depois de a minha mãe partir, mesmo quando uns são de Vénus e outros são de Marte. Foi ao lado dele que estava quando soube que a minha mãe tinha partido. Foi ele que me ensinou que um jantar de Natal em família é para celebrar os bons momentos e de taça de champanhe na mão desde que entramos na porta de casa. 

Foi nele que vi um grande lutador pelos seus sonhos, um empreendedor que nunca desistia de nada e que deixou o nome 'António Augustus' na história da moda em Portugal.

Não sei que força me mantém nem como digerir tudo isto. É a terceira vez que acontece na minha vida, com a minha avó, a minha mãe e o meu tio. Uma dor, um lapso, uma entrada no hospital por esta ou aquela razão e partem 15 dias depois, sem saír do hospital.

Entrou no dia 4 com uma suposta hepatite, diagnosticada ao fim de um mês de febre, mau estar e uma dor abaixo do peito. É pneumonia? Foi de uma queda?... será hepatite? Exames aqui e ali. Um Cancro no fígado em estado terminal. COMO? Pode repetir? Precisei de ouvir várias vezes, e de vários médicos nos corredores da CUF. Como é que vivemos a partir de aqui?! 

Passo os filmes dos últimos 15 dias na minha cabeça, 50 vezes por dia. Vejo e revejo porque preciso de aceitar mas não consigo. Nunca vou esquecer o que passei e os dias em que passei lá 4 horas e 7 horas. Sempre em pânico e em estado de ansiedade permanente. É nestes momentos que renascem aos nossos olhos pessoas inacreditáveis.  Por mais anos que viva, não vou esquecer o momento mais comovente da mina vida. Ver a minha tia que durante uma hora rezou, falou e se despediu, com o coração partido mas cheio de coragem.  Disse tudo o que se pode dizer ao grande amor da vida durante uma hora. Agradeceu a vida e o amor que teve. Sem parar de falar. Sem uma única pausa. De mãos dadas agradeceu. Recordou 37 anos de vida cheios de bons momentos e voltou a rezar. Embora quase inconsciente, sentíamos que a ouvia e gemia. Partiu poucas horas depois.

Toda a minha vida existiu a casa do meu tio, o atelier do meu tio, as lojas do meu tio, os jantares de Natal do meu tio, os almoços em família... Todas as minhas referências e o mundo tal como o conheci não vai ser igual. Tudo isto terá de ser reinventado. Não sei, se sei fazer isto. 
Dizem-me que vou conseguir... Vou, mas não quero! 
Dizem-me que vai passar com o tempo... Vai, mas dói muito! 
Que Deus me ajude.
Que Deus te proteja.

Uma das minhas fotos favoritas tirada no dia do Baptismo do meu filho (9 meses)



Até Amanhã
Ana Antunes

(Thank you for sharing my passion for beautiful homes)

94 comments :

  1. Força Ana!!!! Agora estão os três de taça de champanhe na mão a brindar por vocês e a enviar-vos todo o amor.

    ReplyDelete
  2. É preciso ter muita força; como anónima que sou, não sabia que tinha esta relação de parentesco com o seu tio...lamento muito e muita força.

    ReplyDelete
  3. R.I.P. Força Ana! Beijinho grande

    ReplyDelete
  4. Ana, I am so very sorry for your loss. I hope memories of your times together will bring you comfort. Michele

    ReplyDelete
  5. É comovente a forma como escreve do seu tio. Muita força. Beijinho

    ReplyDelete
  6. Força Querida Ana...
    Imagino a dificuldade com que escreveu este texto...
    Eu sei que palavras o vento leva, só o tempo ajuda a acalmar a dor!!
    Um grande beijinho de alguém que a lê e sente por si verdadeira admiração!!

    ReplyDelete
  7. Nunca vai passar, mas vai amenizar com o tempo. Para si e para o resto da família é muito mau a rapidez com que foi, mas pode crer, e isto estou a dizer-lhe por experiência própria com a minha Mãe, que é muito pior vê-los sofrer numa cama a definhar durante mais de um ano e sem poder fazer absolutamente nada.
    Desculpe a pergunta, mas só agora associei, a sua Mãe era a D. Gioconda? Se era, eu ainda a conheci e estive com ela várias vezes. Era uma pessoa de quem gostávamos muito.
    Beijos e muita força.
    Adelaide Mesquita

    ReplyDelete
  8. Olá Ana, bom dia! A Ana tem que se agarrar a esses bons momentos e ao extraordinário legado que o seu tio lhe deixou. Se a Ana fizer sempre tudo o que o seu tio lhe ensinou estará permanentemente a prestar-lhe uma homenagem e a manter viva a sua memória. Não conheci o seu tio mas pelo que aqui escreveu parece-me que era o que ele iria gostar que acontecesse. Não conheço a Ana não ser da TV e daqui, do seu cantinho, mas o meu coração fica muito pequenino por sentir toda a sua tristeza ao ler as suas palavras. Força Ana estamos aqui a torcer por si.
    Um beijo do tamanho do mundo.
    Catarina

    ReplyDelete
  9. Envio-lhe Luz e Amor, querida.

    Peço-lhe que permita que a ferida sare... Se não consegue escrever, não escreva. Se dói, deixe que doa. Tenha paciência com essa dor, que um dia deixará de exigir tamanha atenção.

    ReplyDelete
  10. Um beijinho e muita força! Passei pelo mesmo com o meu avô e foi como perder o pai que nunca tive. Ainda hoje passados 10 anos, doí, cada vez que me lembro dele, mas a dor é menor e vai sendo substituída por boas lembranças! Agarre-se a esses momentos bons e tente sorrir, porque de certeza seria isso que ele quereria.

    ReplyDelete
  11. Cara Ana,
    Sinto muito pela perda!
    Os meus sinceros sentimentos! Muita Força!
    Um Beijinho Grande!

    ReplyDelete
  12. Querida Ana,
    Realmente todas(os) nós notámos a sua ausência...
    Eu imaginei que estaria relacionada com a morte de Augustus...sabia que era grande amiga da família, mas não sabia que era seu tio!
    Ontem estive para lhe deixar um comentário mas já era tarde, o iPad saiu dos comentários e eu como estou prestes a ter a minha filhota acabei por desistir...hoje vim cá a esta hora (que não é meu costume) para o fazer e vi o seu post.
    Queria só enviar-lhe um grande beijinho e desejar-lhe muita força neste momento.

    ReplyDelete
  13. Faltou dizer " Deus vai ajudá-la a ultrapassar toda esta dor e o seu tio estará sempre lá por si". As saudades são o que realmente fica e essas teremos de aprendera viver com elas..."
    Mais um beijinho.

    ReplyDelete
  14. Bom Dia Ana,
    Só para deixar um beijinho cheio de força e quando precisei a pessoa que me ajudou MUITO foi a excelente Dra. Gabriela Moita.( Rua da Rosa ,105.2ºEsq.Bairro ALto).

    ReplyDelete
  15. O nosso coração está consigo, Ana!
    "A morte é só a curva da estrada, morrer é só deixar de ser visto..." O seu Tio dobrou a curva da estrada, não o consegue ver...Mas ele está cá, a olhar por si, presente na taça de champanhe que beber em todos os Natais, presente no seu eterno bom gosto e no seu impagável sorriso... Volte a sorrir, Ana...Nós precisamos de si!
    Gostamos muito de si...
    Patrícia Santos Almeida

    ReplyDelete
  16. Ana, foi também com choque que vi a partida deste Grande senhor da moda Portuguesa, nãop fazia ideia que fosse seu familiar.
    Tenho a certeza, que neste momento, estará já junto da sua mãe e avó e juntos, vão zelar por quem cá ficou e dar-vos muita força para continuarem em frente.
    Sinto muito.
    Bjs,.
    MJ

    ReplyDelete
  17. Creio que todas percebemos que algo se passava com a Ana... Neste momento não há palavras para confortar. Mas há medida que o tempo passa, prevalecem as memórias boas e acabamos por perceber que as pessoas ficarão para sempre vivas nos nossos corações. Muita força neste momento difícil.

    ReplyDelete
  18. Um abraço enorme para ti neste momento tão difícil... Bjs e agora tens 3 estrelas a guiar-te

    ReplyDelete
  19. Olá Ana, embora siga o seu trabalho e este blog em particular, o certo é que raramente comento... Hoje faço-o apenas para lhe dar um abraço de força! Manuela

    ReplyDelete
  20. Força ana...eu sei que não deve ser nada facil, dor inesquecivel que durante a vida vai se transformando em coragem e força. è uma guerreira. beijo grande

    ReplyDelete
  21. Ana, muita força, muita coragem, eu sei o quanto dificil é porque estou a passar por situação de doença semelhante há
    dois anos com o meu marido, mas temos que seguir em frente, e apoiar-nos uns aos outros.
    Um beijinho . Maria João Mineiro

    ReplyDelete
  22. Oh Ana, fiquei de coração partido ao ler as suas palavras! Força, coragem! Continue a celebrar a vida fantástica das pessoas que viu partir. Um beijinho. Vanda

    ReplyDelete
  23. Ohhh Ana,
    Estou aqui de lágrimas e escorrer. Nada disto é fácil, nem será. Tente lembrar-se dos momentos bons e de que tem um filho lindo que conta consigo, para também o ajudar a superar a perda. Recordar é bom, chorar faz bem e desabafar é essencial. Se o blog serviu para isso, já valeu a pena.
    Um beijo enorme e um abraço apertadinho como, qualquer um dos seus 3 anjos da guarda lhe daria!

    ReplyDelete
  24. Força minha querida! Um grande, mas grande beijinho e um aconchego no teu coração!

    ReplyDelete
  25. Muita força, Ana! A dor acabará eventualmente por passar e para sempre ficarão as boas memórias que tem dele e com ele. Beijinhos

    Paula Ferreira

    ReplyDelete
  26. Ana acompanho o blog desde sempre e sou sua cliente na loja. Já tive oportunidade de a conhecer pessoalmente e é uma fonte de inspiração pela dedicação e ternura que dedica aos seus projectos e causas.
    Foi com grande choque que recebi esta notícia, embora nunca tenha conhecido pessoalmente o senhor. Senti imenso pela Bianca (um doce de menina) e por toda a família, que transparecem ser genuinamente boas pessoas!
    Nestas alturas só podemos pedir que tenham muita força e que continuem todos unidos para que possam manter o seu legado!
    Um grande beijinho de alguém que apesar de não ser da "família", sente um enorme carinho por todos vós!
    Teresa C.

    ReplyDelete
  27. O meu coração está consigo Ana. Tem uma linda família e todos juntos vão superar este momento tão dfícil e as memórias, essas, nunca partem.

    ReplyDelete
  28. Quando soube da notícia, pensei logo em si... Um beijo grande... Muita força
    Ana

    ReplyDelete
  29. Coragem Ana! O tempo vai ajudar a atenuar a dor. E quando achar que ela é insuportável lembre-se que os que partiram querem muito que a Ana sorria, viva e prossiga de cabeça erguida fiel a tudo quanto lhe transmitiram enquanto aqui estiveram. E levantar a cabeça, seguir em frente e ser feliz, é o melhor tributo e homenagem que agora lhes pode prestar. Beijinhos, Sofia Fernandes.

    ReplyDelete
  30. Bom dia Ana, sei bem o que sente eu própria já perdi um primo, que era um irmão para mim, que faleuceu aos 22 anos com um tumor na cabeça e quase três anos de ardúa luta. Já perdi um filho, dois dias depois do parto, e na altura não compreendia como o sol podia raiar, como os dias podiam continuar a correr se o meu menino já não estava presente. Questionei-me vezes sem conta o porquê, revi cada segundo da minha vida tentando em vão alterar o percurso da vida, não compreendia que sentido podia ter a minha vida se tinha perdido a minha maior conquista. Mas tive que me erguer assim como a Ana o vai fazer, o tempo não atenua a dor, não esquecemos, apenas nos ensina a viver com a saudade, com a ausência!!! Ficam as boas recordações, os momentos vividos e sses é que tem que recordar e guardar....
    Um beijinho e muita força

    Carla Carvalho

    ReplyDelete
  31. Ana Por muitas palavras que se escrevam nunca vai ser suficiente para apagar a Dor da partida de um ente querido. Não me vou alongar porque nestas alturas uma pessoa nem sabe o que dizer ou muitas vezes como confortar alguem. Por isso lhe mando um grande beijinho carregadinho de esperança por um dia melhor.

    ReplyDelete
  32. "Dizem que vai passar com o tempo..." lamento dizê-lo mas não passa...quando se ama não passa...
    Vamos aprendendo a viver com a ausência, mas a ferida, a dor vai estar sempre lá..
    Perdi a minha mãe (há 19 anos), tia (há 22 anos) e irmã (há 2 anos) todas com cancro da mama.

    beijinhos grande e desculpe a sinceridade...

    ReplyDelete
  33. Querida Ana, entendo bem o que dizes e imagino a tua dor. A dor abranda como bem sabes mas o vazio nunca será preenchido. És ramo de árvore que não verga... Não esqueças! Junta o amor de todas as tuas estrelas nesse lindo coração e brinda à dor com um sorriso à Gioconda! Um forte abraço com carinho. Lurdes Sales (do tempo da Sfumato, a galeria amarela)

    ReplyDelete
  34. Força Ana. E coragem.
    Adoro o seu blog e é a primeira vez que vou comentá-lo.
    Se o cenário se passava sempre com o seu tio, agora chegou a sua vez de tentar retribui-lo.Pare para pensar e dê a volta ao contexto.
    A vida é feita de passagens e de momentos, e são esses momentos que ficam e nos deixam saudade e alguém para relatálos. Pare para pensar e dê a volta ao contexto.
    Um beijinho da sua fã Vânia Tereso

    ReplyDelete
  35. Nunca comentei, mas depois de ler o seu texto tive necessidade de lhe enviar os meus sentidos pêsames e lhe mandar um grande abraço e um beijinho com muita força para atravessar esta fase tão difícil que infelizmente temos de enfrentar!

    ReplyDelete
  36. Não fazia ideia que eram familiares Ana.A perda é terrivel quando sabemos que é definitiva , para sempre.Sei tão bem o que sente, o tempo vai ajudar, só o tempo, ajuda a cicatrizar a ferida,atenua e vai ficando mais leve.Um beijo e arranje forças no melhor que temos no mundo, os filhos. Ju

    ReplyDelete
  37. Um beijinho cheio de carinho Ana.
    Com um xi apertado, se for possivel senti-lo...

    ReplyDelete
  38. Ana um beijinho muito Grande e muita força!
    Gosto muito de si e imagino o que está a passar, força minha querida!

    ReplyDelete
  39. Ana, a palavra é essa... Reinventar os momentos da vida, ressuscitarmo-nos com os buracos que a vida nos trouxe... Agarre-se à vida, à sua saude e à dos seus à sua volta! Desta forma, conseguirá... uns dias maus, outros menos maus, mas seguirá em frente. Comigo, tem sido ultrapassado assim...

    ReplyDelete
  40. Quando a minha irmã comentou comigo que tinha falecido o Augustus, deu-me um "baque" no coração. E pensei em si, pois sabia que era o seu Tio Querido, irmão da sua Mãe e uma grande referência para si que ia para além de ser da família.
    Lamento a sua perda, não há nada que se possa dizer que a possa consolar e quem já passou por perda semelhante sabe-o.
    Deus chama sempre os melhores para junto de si, mais cedo do que devia. E tenho a certeza que o seu Tio partiu sabendo que era amado e as saudades que ia deixar.
    Um grande beijinho para si. Os meus pêsames sentidos para toda a família.

    ReplyDelete
  41. Os meus sentimentos Ana.... :(

    ReplyDelete
  42. Desejo-lhe muita força nesta etapa extremamente difícil. As suas palavras são comoventes e o seu tio será para sempre recordado! Beijinhos.

    ReplyDelete
  43. Minha querida, senti cada palavra, parecia ter sido eu mesma a escrever, senti exatamente o mesmo quando perdi a minha mãe repentinamente(colhida por um comboio), passara 4 anos e agora já começo a conseguir falar sem a voz se embargar, é realmente muito duro deixar de ver aqueles que são a nossa referencia, sei que nada que nos digam apaga ou desvanesse a dor, gosto muito de si e sempre senti muito o seu lado humano que expõe no seu trabalho do querido, e por vezes identifico-me tanto com o que faz e sente que me faz ser sua fã, jamais me passaria pela cabeça a sua história, enfim não me quero estender nas palavras, quero só deixar um grande, grande beijo com muito carinho e dizer que gosto de si e dizer que as suas forças vão voltar e o seu sorriso também.

    ReplyDelete
  44. Ana, sei que nestes momentos não há palavras que nos dêem o reconforto que tanto precisamos... ninguém o sabia fazer melhor do que quem partiu... por isso a única coisa que te mando é um forte abraço e muita força. . Beijinhos

    ReplyDelete
  45. Querida Ana,

    Sinto muito a sua perda. Quando li a notícia, a primeira pessoa em que pensei foi na Ana.

    Muita força e beijinhos,
    Susana M.

    ReplyDelete
  46. Terá que ter muita força era assim que o seu tio a queria ver...
    com Boas Energia,
    Um beijinho do fundo do coração...:)

    ReplyDelete
  47. Sempre que a vejo no "Querido mudei a casa" vejo uma mulher forte, generosa, sensível. Aprecio-a muito e já tive muita vontade de me candidatar ao " querido mudei a casa" pela grandessíssima admiração que tenho por si. Hoje dirijo-lhe uma palvavra de afeto e encorajamento. Que Deus a ajude a ultrapassar a dor. Rezaremos para que isso aconteça. Leonor Rosa

    ReplyDelete
  48. Olá Ana, os meus sentimentos pela sua perda. Considero a Ana uma pessoa muito generosa e muito acessível as necessidades dos outros, compreendo agora que teve uma excelente pessoa ao seu lado para a ensinar e orientar ao longo da sua vida. Aproveitou o máximo desse amor pelo seu tio, agora é passar para outra etapa da vida, e dar o seu máximo a sua família. Ana lembrem-se só das coisas boas que passou com ele, e dedique-se a sua família com todo o seu amor. Beijo grande de uma fã.

    ReplyDelete
  49. Coragem Ana. Beijinhos e muita força neste momento difícil

    ReplyDelete
  50. Um beijinho Ana, recorda o teu tio pelas coisas boas que te fez ao longo da vida...vai-te fazer tão bem, e de certeza que é o que ele desejaria.

    ReplyDelete
  51. Lamento muito!!! Não sabia que o Augustus era seu tio, seu pai, seu tudo!!!! Eu também gostava muito dele! A dor nunca sairá
    do seu peito, apenas nos vamos habituando a viver com ela!
    Gosto muito de si e estou mortinha de a voltar a ver no programa dos Queridos! Isso também vai ajudar a amenizar a dor. Um abraço! Onde quer que ele esteja terá sempre muito orgulho em si!

    ReplyDelete
  52. Ana, lamento tanto a sua perda e a sua dor.
    Não sei o que dizer além do tradicional força.
    Ninguém substitui o seu tio, mas de certeza que encontrará conforto nos braços da sua família.

    ReplyDelete
  53. Meu amor... Nada nem ninguém te saberá atenuar essa dor maior que o céu. Lamento tanto, mas tanto... Gostava de ter o poder de te arrancar a dor num só tempo e curar... curar... curar...
    Estou ao teu lado, ainda que nesta incapacidade de te sarar. <3

    ReplyDelete
  54. vai ficar nas suas memórias, no seu coração, com o tempo os seres que amamos e que partem antes de nós tornam-se presenças constantes no nosso dia a dia, o sorriso do meu pai sempre que cozinho algo que ele gostava, acompanha-me enquanto cozinho, a gargalhada feliz da minha irmã ouço-a todos os dias tão presente ali mesmo junto ao meu ouvido, não os perdemos, ficam sempre connosco, beijo grande e força.

    ReplyDelete
  55. Não existe nada que se possa escrever que alivie ou faça ultrapassar estes momentos de perda.Um abraço sentido de admiração por uma sobrinha/filha que mostra mais uma vez a sensibilidade das relações humanas e da importância da familia.Não nos conhecemos mas escrevo estas palavras com carinho genuino.

    ReplyDelete
  56. Ana,

    Fiquei em choque quando soube; nem imagino como terá sido para a família...
    Estou aqui com o coração pequenino e as lágrimas a correm pelo rosto. São situações duríssimas, sobretudo por tão inesperadas que nem dão tempo de reagirmos, tentarmos fazer algo que possa (ainda) alterar o curso da vida...e sentimo-nos impotentes, atónitos e incrédulos perante quão abrupta e injustamente nos podem ser levados aqueles que amamos!
    Nunca nos esquecemos, a dor permanece só que aprendemos a viver com ela (mas isso, infelizmente, a Ana já sabe).
    Um beijinho (está nas minhas orações)
    Raquel

    ReplyDelete
  57. Minha querida, nada do que possa ser dito poderá amenizar tamanha dor. Um grande beijo cheio de força

    ReplyDelete
  58. Lindo o que escreveu sobre o seu tio.... não há palavras que confortem nestes momentos. Desejo que supere esta dor que a consome, isto porque nos aqui pelo seu blog sentimos muito a falta da Ana. Um beijinho

    ReplyDelete
  59. Querida Ana, eu sinto muito por sua perda. Tenha paciência, a dor vai passar, mas a saudade, sem dúvida, é eterna. Confie em Deus, tudo acontece por um bem maior. Beijos. Raquel

    ReplyDelete
  60. Muita força e fé em Deus, é tudo o que lhe posso desejar...
    Um beijinho grande.

    ReplyDelete
  61. Um grande abraço Ana!
    Muita força neste momento. Assim que soube da noticia, lembrei-me logo de si, Rezei por vocês!
    A vida é assim e temos que aceitar a forma como ela nos incluí nos seus planos, que muitas vezes não são de todo os nossos!
    Demore o tempo que precisar, mas lembre-se que há muitos a precisar novamente do seu sorriso!
    Um abraço!

    ReplyDelete
  62. Ana, sou seguidora do blog desde o início todos os dias. Nunca comentei. Quando soube da notícia também fiquei muito triste e nesse mesmo dia perdi também um tio. Gostaria só de lhe dizer que acredito que a Ana tem força para superar isso e muito mais. É uma lutadora, uma mãe estremosa e uma fonte de inspiração para milhares de pessoas. Olhe para a família linda que tem e não se esqueça que estamos deste lado a rezar por si. Um beijinho muito grande!

    ReplyDelete
  63. Ana, já tinha estranhado bastante a ausência, mas nunca pensei que fosse por este motivo, está dor tão forte...Infelizmente já passei pelo mesmo e é muito difícil. Com o tempo não se esquece, mas atenua o sofrimento.Um beijinho grande e lembre- se que tem muita gente consigo

    ReplyDelete
  64. Força ana beijinhos e um grande xi- <3

    ReplyDelete
  65. Querida Ana, não sei se vais ajudar mas sei exactamente o que sente, pois eu própria passei pelo mesmo à dois anos com o meu pai, que com apenas 53 anos nos deixou sem que tivesse mos tido tempo de nos despedir sequer. Exactamente da mesma maneira, precisamente os mesmos primeiros diagnósticos e depois a bomba, um cancro no estômago em estado terminal. A partir dali os meus dias foram passados no hospital ao pé dele, pois ele não mais saiu de lá, e menos de um mês depois partiu. Dois anos depois posso dizer que a dor foi embora e ficou a saudade, que a cada dia que passa é cada vez maior é certo, mas eu continuo a falar com ele todos os dias como se ainda cá estivesse, e talvez por isso custe um pouco menos ultrapassar tudo isto. Beijinhos grandes querida Ana e espero que tal com eu daqui a pouco já não sinta tanto a dor da perda mas uma boa saudade de todos os momentos que viveram juntos.

    ReplyDelete
  66. Primeiro é uma ferida que doí muito e depois uma cicatriz.
    Mas o mundo nunca mais será o mesmo.
    Milú

    ReplyDelete
  67. Querida Ana,
    A vida teima em nos pôr à prova.
    A Ana é uma lutadora vai saber ultrapassar este momento tão difícil.
    Faça o seu luto e chore tudo o que tem para chorar.
    Um dia vai acordar com uma saudade enorme mas a sentir muita paz interior.
    Vai voltar de novo à sua vida e brindar-nos com projectos ainda mais maravilhosos.
    Porque estes momentos difíceis tornam-nos mais fortes.
    Não nos vamos embora, ficaremos à sua espera até que se sinta preparada.
    Um abraço muito apertado, de pelo menos 20'' (é curativo).

    ReplyDelete
  68. Oh Ana, Só lhe queria dar um grande abraço! Acredite que admiro muito a sua coragem por ter escrito este post. É comovente ver a forma como recorda o seu tio. Um grande beijo e FORÇA!

    ReplyDelete
  69. Querida Ana, sei que o bom Deus está bem perto de si neste momento e oro para que com a ajuda dEle possa ir vivendo cada dia um pouquinho melhor até que a dor da perda deste Tio tão especial fique pequenina e permaneçam apenas as memórias dos momentos bons. Desejo que amanhã seja mais feliz que hoje. Um abraço apertado!

    ReplyDelete
  70. Embora virtual, envio-lhe de coração e com muito carinho um beijinho e um imenso abraço de conforto, de muita força... "Mais uma estrelinha no céu", já a minha filha o diz.

    ReplyDelete
  71. Força, Ana! Cada dia que temos é um presente que Deus nos dá. E cada pessoa especial que conhecemos foi Ele quem colocou nas nossas vidas. Confia no Pai celeste, que Ele te consolará!
    Um grande abraço!
    "E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração." Jeremias 29:13

    ReplyDelete
  72. Querida Ana Antunes.
    Ontem, dia 30 de Abril, fiquei sensibilizada ao ler o seu blog.
    Queria dar-lhe os meus sinceros sentimentos e dizer-lhe que estou solidária com a dor que está a sentir.
    Liberte toda a dor que sente e chore quando tem necessidade. Pois a dor faz parte da vida e tem que ser sentida e vivida.
    Mas a Ana é uma fonte de inspiração, de alegria, de amor, de sensibilidade e só posso estar grata por conhecê-la através do pequeno ecrã.
    A Ana teve a perda da sua avó, da sua mãe e agora do seu tio, três pessoas muito queridas. Mas pense que é uma pessoa afortunada, porque estas três pessoas foram muito importantes na sua vida e transmitiram-lhe valores, sentimentos genuínos e belos. A Ana só pode estar grata por ter tido na sua vida três pessoas tão inspiradoras que a fizeram crescer num mundo de paz, de alegria e de tanta beleza.
    Transforme a sua dor em amor, pois estas pessoas fizeram parte sua vida, fazem parte da sua vida e iram fazer parte da sua vida para sempre. Lembre-se sempre delas e dos momentos bonitos que teve com cada uma delas, partilhe com as pessoas que as conheceram esses momentos bonitos e assim sentirá que elas não partiram mas que continuam consigo e continuam a inspirá-la e a inspirar outras pessoas através do seu comportamento que é genuíno, puro, belo e generoso.
    A Ana está a passar um período doloroso, tempestuoso, ficou mais uma vez sem "chão", mas tem uma família linda que precisa muito da Ana. Através dos seus gestos diários vai continuar a perpetuar as pessoas lindas que fizeram parte da sua vida e vai continuar a colorir a vida de muitas pessoas anónimas que precisam de cor, de esperança, de ternura, de apoio, de generosidade sempre que a Ana "entra" através do pequeno ecrã nas suas casas, através do seu blog inspira e dá alegria e vida a quem precisa nesse momento. Do fundo do coração Ana desejo-lhe tudo de bom e muita força, mas sei que a Ana vai transformar a dor em beleza e assim libertará coragem, fé e muita esperança, pois as pessoas que partiram deixaram um grande legado de inspiração que a Ana continuará a transmitir com a generosidade e espontaneidade que faz parte do seu Ser Ana Antunes que é linda na verdadeira essência.
    Um grande beijinho, cheio de fé e esperança,
    Maria Filomena (Mena)
    P.S. - As fotografias que a Ana partilhou são lindas e comoventes.

    ReplyDelete
  73. Querida Ana.
    Ao ler o seu post revi-me em cada palavra sua, quando o meu marido morreu há dois anos, num acidente, com a vida toda pela frente, sendo o meu amor de uma vida e um pai maravilhoso para os seus dois filhos.
    Dói muito a perda de alguém que amamos profundamente, mas a vida lentamente também nos ensina a trocar a tristeza pelas memórias boas e felizes daquilo que vivemos juntos, tendo sempre a certeza de que onde eles estiverem, ficam felizes por nos verem seguir em frente.
    É a maior homenagem que lhes podemos prestar e embora não a conhecendo, mas vendo a pessoa determinada e de causas que a Ana é, sei que o vai conseguir.
    Um beijinho para si.

    ReplyDelete
  74. Uma musica às vezes ajuda...

    https://www.youtube.com/watch?v=aPAiH9XhTHc

    ReplyDelete
  75. Lamento muito. Muita força e coragem, que tudo se vai tornando mais leve. Um grande beijinho.

    ReplyDelete
  76. Ana deixo aqui um link, com um texto que acho que a vai ajudar a acalmar a dor. Bjs.

    http://universonatural.wordpress.com/2012/04/20/ate-breve/

    ReplyDelete
  77. Sei o que esta a passar! Entrei com a minha Mãe na Cuf com uma dor nas costas, ficou internada com o diagnostico de um cancro muito avançado com metastases na coluna, foi um mês, estivemos reunidos em familia no dia da partida, falei durante horas e rezamos! Fiquei sem chão... Ao fim de 4 anos, há apenas 3 meses partiu ao encontro do seu grande amor o meu Pai, o melhor amigo do meu filho de 5 anos, um cancro que estava controlado e sem saber o pq teve uma explosão como dizem os médicos, foram 15 dias, e sem se estar á espera partiu em menos de uma hora estava sòzinha com ele abracei-o rezamos juntos, disse.lhe ao ouvido vai para ao pé do teu amor! Estou a tentar aprender a viver, a colar os cacos.... Uma dor enorme! Quero reaprender a viver, como me dizem o tempo atenua a dor... Nào sei se será assim, queria a minha vida de à 5 anos, o conforto a protecção o amor incondicional, os abraços, o colo o dizerem vai correr tudo bem, rir muito como nos riamos! Beijinho

    ReplyDelete
  78. Ana, nada deve ser fácil encarar neste momento.
    A Ana é uma referência na decoração, com muitos valores aprendidos por uma pessoa maravilhosa, que foi o seu tio.
    Sou sua fã e do seu tio.
    Um bem haja para si, muita paz para todos e espero que a dor da perda se atenue.
    Ganhe energia, porque é o que o seu querido tio queria ver em si.
    Surprenda-se, seja lutadora e inspiradora... vai conseguir, vou pensar que sim, porque precisamos de pessoas bonitas como a Ana!
    Beijinhos da Elsa Chança

    ReplyDelete
  79. Ana permita-me dizer que sinto muito pela sua perda e que infelizmente a dor permanece connosco...Perdi a minha mãe há um ano e todos os dias penso nela, na falta que sinto do seu sorriso, do seu toque carinhoso, das suas palavras de amor, do calor do seu abraço...Não a conheço mas pelo que li amava o seu tio e sinto muito porque teve pouco tempo para se despedir...mas acredite a dor é a mesma...Foram-me concedidos mais 3 anos com a minha mãe depois dela adoecer e mesmo sem saber que ela partia no dia seguinte disse-lhe amo-te e despedi-me, o que de certa forma conforta...mas não ameniza a dor sentida.
    A nossa vida continua e acredito que enquanto estrelinhas os que nos deixam iluminam o nosso caminho...deixam um pouco deles mas infelizmente também levam um pouco de nós.
    Com carinho
    Sandra

    ReplyDelete
  80. Na vida há momentos muito duros, que questionamos vezes sem conta...mas porquê???? Só DEUS é que sabe! O espírito separou-se do corpo, estando neste momento em paz porque já não há sofrimento. Acredite, que tem mais uma estrela a olhar por si, dando-lhe força e orgulhando-se da pessoa que é.
    Muita força e um beijinho grande

    ReplyDelete
  81. Querida Ana,
    É sempre uma dor muito grande... Ainda não tinha escrito porque estou com neste momento da minha vida com duas situações familiares graves. Então, tenho de ir buscar forças aos meus filhos que precisam de mim, e têm de me ter a 100%.
    Ajuda uma abraço muito forte do seu filho, um olhar para o mar..., mas vai demorar tempo...
    Ajuda rezar e sentir que o Augustus está a olhar por si.
    A vida faz-nos passar por cada prova, não é?!

    Não vou dizer que tem de ter força, poque isso é o que me dizem, e cá no intimo nós já sabemos, que temos de ter. Mas há dias em que só apetece chorar, e devemos chorar.

    Um grande beijinho,
    Susana

    ReplyDelete
  82. Vai passar, acredite. Vai passar. Chore tudo o que precisar. Desacelere tudo o que achar que deve, e vai viver cada mais consciente do que é realmente importante. Um grande abraço. Estamos todos deste lado consigo.

    ReplyDelete
  83. Também fiquei chocada! Conheci o seu tio quando me fez um lindíssimo vestido para o casamento de uma amiga! Superou a imagem que tinha dele! Achei-os um casal muito querido! Um ícone da Moda que perdemos... Os meus sentimentos e , não se esqueça, que mesmo atrás da nuvem mais escura brilha o Sol! O seu tio está a olhar por si e pela sua família... Delicie-nos com o dom que partilha com ele...

    ReplyDelete
  84. Querida Ana Antunes
    Fiquei sensibilizada ao ler o seu Blog. Queria dar-lhe os meus sinceros sentimentos e dizer-lhe que estou solidária com a dor que está a sentir.
    Liberte toda a dor que sente e chore quando tem necessidade. Pois a dor faz parte da vida e tem que ser sentida e vivida.
    Mas a Ana é uma fonte de inspiração, de alegria, de amor, de sensibilidade e só posso estar grata por conhecê-la através do pequeno ecrã.
    A Ana teve a perda da sua avó, da sua mãe e agora do seu tio, três pessoas muito queridas. Mas pense que é uma pessoa afortunada, porque estas três pessoas foram muito importantes na sua vida e transmtiram-lhe, valores, sentimentos genuínos e belos. A Ana só pode estar grata por ter tido na sua vida três pessoas tão inspiradoras, que a fizeram crescer num mundo de paz, de alegria e de tanta beleza.
    Transforme a sua dor em amor, pois estas pessoas fizeram parte da sua vida, fazerm parte da sua vida e irão fazer parte da sua vida para sempre. Lembre-se sempre delas e dos momentos bonitos que passou com cada uma delas, partilhe com as pessoas que as conheceram e com as pessoas de quem gosta esses momentos bonitos, e assim sentirá que elas não partiram, mas que continuam consigo e continuam a inspirá-la e a inspirar outras pessoas, através do seu comportamento que é genuíno, puro, belo e generoso.
    A Ana está a passar um período doloroso, tempestuoso, ficou mais uma vez sem "chão", mas tem uma família linda que precisa muito de si. Através dos seus gestos diários vai continuar a perpetuar as pessoas lindas que fizeram parte da sua vida e vai continuar a colorir a vida de muitas pessoas anónimas que precisam de cor, de esperança, de ternura, de apoio, de generosidade, sempre que a Ana "entra" através do pequeno ecrã nas suas casas, através do seu Blog inspira e dá alegria e vida a quem precisa nesse momento.
    Do fundo do coração Ana, desejo-lhe tudo de bom e muita força, mas sei que a Ana vai transformar a dor em beleza e assim libertará coragem, fé e muita esperança, pois as pessoas que partiram deixaram um grande legado de inspiração que a Ana continuará a transmitir com a generosidade e espontaneidade que faz parte do seu "Ser Ana Antunes" que é lindo na verdadeira essência.
    Um grande beijinho, cheio de fé e esperança.
    P.S. Obrigada por partilhar as fotografias lindas e comoventes
    Maria Filomena

    ReplyDelete
  85. Olá Ana. Lamento a sua grande perda. Muita força! Um beijo bem grande.

    ReplyDelete
  86. Dear Ana when I saw your title post, I had to translate the post because I could see that something bad happened.
    I am so sorry for your loss.
    I hope that time will heal the wound.
    all my kisses and hugs for you.
    Debra

    ReplyDelete
  87. Querida Ana

    Sei que não me conhece, nem tão pouco vou minimizar a sua dor, só para lhe dizer que a Ana é uma referência gigante para mim e que é uma das pessoas que me faz não desistir do meu sonho. Vivo numa vila no interior da Beira Alta, sou decoradora de interiores e luto diariamente neste meu sonho. Amo o seu trabalho com o qual me identifico e este cantinho que é o seu blogue é um dos meus passatempos favoritos. Também já tive uma dor como esta que descreve, é avassaladora. Perdi o meu PAI há 2 anos e foram os piores momentos da minha vida. Quero lhe passar esta mensagem de carinho, fazer-lhe o coração encher de orgulho pela mulher que é e dar-lhe um beijinho grande no coração. Não se esquece, recorde com muita alegria os momentos e ensinamentos que essa estrelinha fica lá em cima a olhar todo o seu caminho :'( <3

    ReplyDelete
  88. A vida, por vezes, obriga-nos a encontrar forças que julgamos não ter, pelos que cá estão e precisam de nós.Os entes queridos que partem, permanecem sempre em nós, nos nossos pensamentos, no nosso coração, em muitos dos gestos que temos, eu pelo menos acredito que sim.Força!

    ReplyDelete
  89. Ana, que Deus a proteja e permita que a experiência e vivência com o seu tio, se reflita no dia a dia, no seu trabalho, no seu amor sobre as pessoas e coisas, nas sua lutas e decisões. Com toda a certeza, todos nós que a seguimos e que tanto respeitamos pela sua generosidade, genuinidade, entrega e carinho, estamos neste momento a rezar para que a Ana encontre a Paz no meio de tanta dor. Um grande abraço,
    Ana Pereira

    ReplyDelete
  90. Querida Ana, nestas altura pouco há a dizer... Apenas desejo muita força e coragem, o seu tio vai estar sempre a olhar por si como fez até agora. Continue a sorrir, o seu sorriso anima muitas pessoas :)
    Beijinhos,
    Marisa

    ReplyDelete
  91. Ana,
    Sou mais uma anônima a acompanhar a sua história, a comover-me com a correspondência de tanta gente que lhe quer bem a tentar lhe transmitir mensagens de esperança. O que se gerou aqui foi uma enorme corrente positiva e de amor a sua volta... porque você é só amor... nas palavras, nas ações, nos gestos ... em tudo. Só podes receber amor. É a lei da ação e da reação... esta é a lei universal. Ana, Deus é pai de todos nós. Um pai não quer que seus filhos sofram. Por isso o seu tio passou tão rápido pela doença ... "ele não merecia sofrer" e precisa continuar a sua evolução em outra dimensão. Você também vai para lá um dia. Sabe Ana, nós não somos seres humanos com uma experiência espiritual. Somos seres espirituais numa experiência humana, para termos a oportunidade de evoluirmos em questões terrenas.
    Aceita !!! Vais sofrer menos !!! Que a luz do amor esteja sempre presente no teu coração !!!
    Beijinhos

    ReplyDelete

Comments here: