Friday, November 1, 2013

The Sum of All Fears - Dressers As Nightstands * A Soma de Todos Os Medos - Cómodas Em Vez De Mesas de Cabeceira

I wanted to talk about this for sometime and if you do have a small bedroom like most of the Portuguese one so this is for you too. 

In most cases, our bedrooms are nearly to fit one bed, two nightstands and a dresser that only fits   stuck between the window and the bed! In most cases there is a few inches left between the nightstand and the wall and it becomes waisted space so why not use that space and have dressers as nightstands to use that extra space? 
 
Have you noticed how there is a few space left on one side and the other, between the nightstand and the wall and which is good for absolutely nothing! So how about using it with bigger drawers to put all the pajamas and underwear?!

 
Of course, when the space is too small, and you can not put a dresser not even the smaller version, no deal! What I mean is to take advantage of the space on the sides because if it is there, why leave it empty? !


And then comes the Sum of All Fears in Decorating, and it's when my clients say... Err but isn't that weird?! - Of course not! - But, doesn't it have to be the same height as the mattress? - No. You can go a little higher ... not too much but you can. - Well don't miss the next show on Sunday, cause you will see exactly what I'm talking about.


***

Há algum tempo que vos queria falar sobre isto e não passa de hoje! Acho que até já abordei esta questão no Querido Mudei a Casa, mas vou reforçar aqui a ideia. Encontrei alguns exemplos que ilustram muito bem o que quero explicar. 

Infelizmente os quartos de casal nas casas Portuguesas nunca têm a dimensão que gostaríamos, ou pelo menos grande parte deles. Na maioria dos casos, chegam apenas para colocar a cama 2 mesinhas de cabeceira e uma cómoda que fica sempre entalada entre a janela e os pés da cama! Na maioria dos casos também sofrem de falta de espaço e arrumação. Ora eu pergunto; quando temos espaço para aproveitar, porquê desperdiçá-lo em mesinhas de cabeceira pequenas de um lado e de outro da cama, quando podemos aproveitar o resto do espaço que vai da mesinha de cabeceira até à parede!?! 

Reparem que, o que nos sobra normalmente de um lado e de outro, entre a mesinha de cabeceira e a parede é um espacinho de 40/50 cm que não serve para absolutamente coisa nenhuma!! Então e que tal aproveitá-lo e colocar duas cómodas em vez de duas mesinhas de cabeceira! E já ganhamos o espaço da tal cómoda que fica entalada entre móvies...

 Claro que quando o espaço é demasiado pequeno, e não dá para colocar uma cómoda nem a versão mais pequena ou com gavetas, nada feito! O que eu quero dizer é para aproveitarem o espaço nas laterais porque se ele lá está, para quê deixá-lo vazio?!

E é aqui que vem a Soma de Todos os Medos na Decoração. Parece que já estou a ouvir... ah mas isso não fica esquisito?! - Claro que não! - Então mas e tem de ficar mesmo à altura do colchão? - Não. Pode ficar um pouco mais acima... não muito mas pode. - enfim acreditem em mim e não percam o Querido no próximo Domingo, onde vão ver exactamente o que estou a dizer.



 
 


Devo confessar que a minha relação com as mesas de cabeceiras pequenas só com uma gavetinha é mais ou menos como a relação que tenho com os bidés,
 ocupam demasiado espaço para a função que têm!
E para que serve uma gaveta tão pequenina?!?
Partilhem comigo por favor e convençam-me que faz muita falta!
Prometo que ofereço um presente à resposta mais original!
É que quando não há espaço então é melhor colocar 2 mesinhas redondas, que ocupam menos espaço visual, e servem para apoio do candeeiro e do despertador e do telemóvel.


Até Amanhã

Ana Antunes
(Thank you for sharing my passion for beautiful homes)

42 comments :

  1. Bom dia! Concordo em absoluto com a Ana e na minha opinião já conseguiu, e bem, prová-lo com o quarto que fez, penso que no ultimo querido, o quarto da Rute, se a memória não me falha.
    Beijinhos e bom fds.
    Cati

    ReplyDelete
  2. Ó Ana eu concordo plenamente e acho que fica muito giro!

    A história das mesinhas de cabeceira sempre me irritou um bocado. Algumas até ficam estranhas para o espaço que têm a todas as gavetas anãs que lhes querem meter (e não dão para nada). Nisso sou radical, ou tenho espaço para mesas de cabeceira grande (que bem podem ser cómodas) ou então prefiro umas mesas simples, sem gavetas nem nada para não me atrapalharem a vista.

    Beijinho!

    ReplyDelete
  3. A gavetinha da mesinha de cabeceira antigamente servia para guardar a bíblia. Agora passou a ser a gavetinha da tralha! Tudo o que não tem um sítio específico lá em casa acaba nessa gavetinha... Um bilhetinho, umas pilhas gastas, os trocos pequeninos, o passaporte antigo, e tudo aquilo que não serve para nada mas custa a deitar fora. Até dá algum jeito, não acha Ana? ;)

    ReplyDelete
  4. Olá Ana,

    gosto imenso da ideia, e concordo a 100%. Só tenho uma questão: se usarmos cómodas como mesinhas de cabeceira não podemos ter a tradicional cómoda aos pés da cama?

    Beijinho

    ReplyDelete
  5. Olá Ana, concordo a 100%! Só tenho uma questão: se usarmos cómodas como mesinhas de cabeceira podemos ter na mesma a típica cómoda aos pés da cama?

    Beijinho

    ReplyDelete
  6. Boa tarde! Penso que como tudo, tem de se adaptar às pessoas que irão usufruir da divisão, mas sem dúvida que as 2 cómodas a adaptadas ao espaço podem ficar fantásticas e deixa de haver necessida da cómoda que normalmente ocupa espaço. Também concordo com as mini mesinhas que não servem para guardar nada!bjs Sofia

    ReplyDelete
  7. Ana, está perfeito! Como tudo aquilo que é feito por si! É uma ideia original! De facto, para quê desperdiçar espaço com duas mesas de cabeceira pequenas quando se pode ter 2 cómodas, onde podemos guardar tudo aquilo que guardaríamos nas pequenas e muito mais!! E, por vezes, nem há espaço para a cómoda, 2 meses de cabeceira, etc...logo, é optimizar o espaço e colocar lá o que realmente faz falta!! E olhe que eu sou daquelas que até gosta de 2 meses de cabeceira diferentes :).. Beijinhos Ana, e parabéns pelo seu excelente trabalho

    ReplyDelete
  8. Boa tarde Ana,

    Eu concordo consigo em relação às cómodas mas se tenho de encontrar uma vantagem em ter uma gavetinha pequenina numa mesinha pequenina...
    - Não há espaço para guardar os telemóveis, tablet e todas as "electróniquices" do marido mesmo prontas a ligar e quebrar o ambiente romântico do quarto! ;)

    Beijinhos e continuação do excelente trabalho! Fico ansiosa pelo próximo projecto!

    Ana Margarida

    ReplyDelete
  9. Cara Ana,

    deparo-me exatamente com o mesmo problema acima descrito.. Mudança para casa nova, tipicamente Lisboeta, num bairro que AMO, e divisões apetecíveis a um estilo clean com muito branco.

    O Quarto, é a dor de cabeça! Pequeno! Pensamento normal: duas mesas de cabeceira restauradas... Ponto de vista a apresentar ao namorado: PRECISAMOS DE ARRUMAÇÃO!E por sorte, lá me deparo com o programa do Querido, cujas gavetas das cómodas Malm, sofrem um pequeno ajuste "Bactériano".
    Será sem dúvida essa a solução: personalizá-las.

    Ana, Obrigada pelas suas ideias, sempre aplicáveis na prática.

    ReplyDelete
  10. Eu cá estou com o problema "oposto" no quarto não cabem mesas de cabeceira, aí sim foi a soma dos medos com um e agora? Ora uma pessoa fica tão habituada a mesas de cabeceiras que nem sabe o que fazer...colocar uma só de um lado não gosto, porque a cama fica "perneta"
    Vamos colocar de cada lado uma pequena prateleira só parta colocar objectos pessoais que se tiram à noite, comos os oculos etc (há umas no IKEA optimas), e uns candeeiros de prender à parede!
    Espero que fique bem XD
    Alias um post para ajudar esses casos era bem vindo, caso ainda não exista, descobri o blog há pouquíssimo tempo e não tive tempo de grandes investigações)

    ReplyDelete
  11. De Ana para Ana... não daria melhor concelho, não teria melhor opinião, fá-lo-ia de imediato. Aliás, já fiz. O meu quarto está assim, não por falta de espaço mas por falta de arrumação (secundária). Como espectadora assídua do Querido, há muito que partilho e aplico, troques e dicas da Ana Antunes e este já é tão antigo como o bidé. Obrigada por tornar o meu lar num "mundinho" melhor.

    ReplyDelete
  12. Olá Ana,
    Concordo plenamente em aproveitar o espaço ao máximo, mas quando num quarto de casal não há o problema da falta de espaço, as mesinhas de cabeceira, para mim (do lado da mulher) servem para organizar os nossos acessórios como colares, pulseiras, aneis, brincos, relógios, e (do lado do homem) servem para organizar a coleção de relógios ou até mesmo as gravatas. Claro que se esta organização for feita com a ajuda de organizadores de gavetas que se encontram em várias lojas de decoração, fica tudo com muito melhor aspeto, e desta forma se dá uma boa utilidade às mesinhas de cabeceira.

    ReplyDelete
  13. De Ana para Ana... não diria melhor, não daria melhor concelho, não teria melhor opinião, fá-lo-ia de imediato. Aliás, eu já fiz no meu quarto, não por falta de espaço mas sim, por falta de arrumação. Sou espectadora atenta e assídua do Querido e adoro os troques e dicas que nos traz. Sou admiradora da decoradora Ana Antunes há tanto tempo, como aquele de desprezo os bidés... Bem haja.

    ReplyDelete
  14. O meu quarto é bastante pequeno e tive de por duas mesinhas de cabeceira bem pequenas. Contudo, de facto as mesinhas de cabeceira pequeninas servem para muito pouco ou quase nada, concordo plenamente.
    A utilidade da minha era tanta...que vou ter de a trocar por um berço :P

    ReplyDelete
  15. Para além de eliminar aqueles cantinhos que só servem para acumular pó e que custam tanto limpar, fazem com que o quarto pareça mais imponente. Adoro!

    ReplyDelete
  16. Ó Ana, então a gavetinha minúscula nessas mesas de cabeceira pode ter múltiplas funções úteis!! Senão, vejamos:
    - guardar cartas de amor, para estarem ali à mão no caso de as querermos reler antes de adormecer;
    - guardar uma bíblia de bolso, para os mais religiosos! (uma vez que uma bíblia grande já lá não cabia... :) );
    - meter a coleção de coleiras dos nossos animais de estimação;
    - guardar talões de compra antigos e inúteis, aqueles que ficam a encher-nos as carteiras e que parecemos nunca querer deitar fora;
    - quando o tampo da mesinha já estiver cheio de tralha, pode simplesmente abrir-se a gavetinha et voilà, temos um segundo tampo!!
    - se a gavetinha for mesmo muito pequena... sempre se pode usar como cinzeiro...

    Como se pode ver, é uma peça de mobiliário extremamente versátil!! Hehe!

    ReplyDelete
  17. Eu adoro decoração, se aliarmos à funcionalidade, levando à organização e arrumação, então é felicidade plena.
    As cómodas na cabeceira da cama foram das soluções melhor conseguidas para a gestão do espaço, o que eu aprovo.
    Gosto da ideia, numa cama me deito sentido o conforto da roupa e de lado tenho a roupa confortavelmente deitada em cada gaveta arrumada.
    Beijinhos e bom fim de semana

    ReplyDelete
  18. Vou ver com toda a certeza o próximo "Querido", Ana, pois gosto muito dos seus projectos e por vezes também eu fico de lágrima ao canto do olho. Que bom o Gustavo estar lá para desanuviar a coisa. :-) Pois eu tenho um desses quartos em que a cama e as mesinhas de cabeceira preenchem quase todo o quarto (e a comoda ainda tem de ficar no vão da janela, porque de outra forma não caberia no quarto!). Aprovadíssimas as cómodas (embora no meu caso seriam mais camiseiros), mas quero ver o programa para descobrir a altura certa para elas. Paz.

    ReplyDelete
  19. Ana concordo absolutamente consigo, nas casas portuguesas essas arrumação extra é de facto preciosa !
    já que a grande maioria das pessoas guarda meias e etcs...nesse móvel (mesa) porque não efetivamente guardar tudo com maior conforto e visualmente fazer um upgrade ao quarto!
    com grande style claro :)

    ReplyDelete
  20. Mas a gavetinha não é para pôr a dentadura e a gavetinha o penico? :)

    Em casa da minha avó havia uma mesinha que tinha na porta um suporte onde o penico encaixava e assim ficava mais alto para uma pessoa não se baixar e depois era só fechar a porta. eheheh

    Bjs Ana

    ReplyDelete
  21. Olá Ana, gosto de todas as sugestões que apresentou. Como não gosto das mesinhas de cabeceira tradicionais, já tenho no meu quarto há vários anos esta solução. E gosto muito. Bom fim de semana.











    ReplyDelete
  22. Boa Tarde Ana,
    Falo por mim, pelos meus medos e receios.
    Por muitas vezes temos medo e receio de não arriscar.
    Mas não faz sentido algum, tanto para um decorador, como para uma outra pessoa não arriscar, não acrescentar.
    Sinto em cada trabalho seu a sua entrega total naquilo que faz, aonde vê-se nítidamente o amor que coloca em cada peça, em dada espaço decorado.
    A sensação que temos do outro lado é que a Ana vive a vida daquela família, pois todos os pormenores são pensados minimamente para a pessoa em questão.
    Não haveria lógica nenhuma haver decorador, se não houvesse ousadia, impulso e atrevimento em tudo o que se faz.
    Ao ver o seu trabalho é impressionante a magia com que transforma cada espaço fazendo dele um lugar acolhedor, íntimo e único!
    Parabéns pelo poder que você têm de nos fazer sonhar!
    Concordo plenamente com o fato de o pq não preencher aquele lugar vazio, perdido no meio do nada? Mas nós infelizmente não temos o teu dom de transformar tudo e de tudo ficar magnífico!
    Beijinhos com carinho,
    Deise Quinta.

    ReplyDelete
  23. Ana
    Concordo totalmente consigo.......gostaria até de lhe enviar uma foto do meu quarto...tenho uma cómoda antiga a fazer de mesa de cabeceira.....sempre gostei de ter mesas pouco convencionais dos lados da cama....será que posso lhe enviar a foto?....
    Adoro as suas decorações............se morasse em Lisboa já me tinha candidatado ao Querido.....beijinhos.

    ReplyDelete
  24. Olá Querida Ana!

    Realmente é difícil convencer alguém de uma coisa quando não faz lógica nenhuma! :)

    Todos sabemos que infelizmente a maioria de nós vive em apartamentos claustrofóbicos, onde pouco mais cabe do lado da cama senão as minúsculas mesinhas de cabeceira!

    Mas havendo espaço suficiente para colocar duas cómodas, sem dúvida que é a melhor opção, não só a nível de espaço de arrumação que se ganha, como em termos visuais, pois torna o espaço mais cheio (no bom sentido) e mais acolhedor!

    Desta forma, mesinhas de cabeceira só mesmo em último caso! :)

    Bjnh
    nramada@hotmail.com

    ReplyDelete
  25. Ana, tenho uma resposta para si, são para a "gaveta da tralha" que geralmente é pequena demais para quase tudo então guardam-se lá as quinquilharias que ninguém sabe onde colocar. Basicamente servem para quase nada.

    Márcia Garcia

    ReplyDelete
  26. Adoro a ideia Ana!!
    Com camas altas deixa de haver o problema de as cómodas ficarem a uma altura elevada, prejudicando-nos na nossa "árdua tarefa matinal" de esticar o braço para desligar o despertador sem corrermos o risco de nos magoarmos!
    Mas, porque esta é apenas a justificação fácil, sejam camas altas ou as mais comuns, as cómodas dão um ar mais completo à parede onde se encontra a cabeceira!
    E com quartos pequenos e sem espaço, para quê encher outras paredes tornando o espaço muito mais reduzido, se podemos ter tudo arrumado nestas "mesas de cabeceira especiais?"
    Além disso, para mães com bebés pequenos que ainda dormem no quarto, a cómoda é excelente para se ter o famoso "cesto de primeiros socorros" não em cima desta a ocupar espaço, mas arrumado nas enormes gavetas e pronto a utilizar, nesses difíceis trajectos nocturnos.
    Beijinho,
    Joana

    ReplyDelete
  27. Olá Ana,
    Também concordo mas no meu caso a cômoda serve
    para esconder a cama do meu cão 😃
    Eu explico :
    A gaveta de baixo da cômoda está transformada em cama para o cão e que eu só abro quando o meu marido está a viajar porque ele acha que o cão não deve entrar nos quartos. Assim ele faz-me companhia quando estou sozinha 😃
    Beijinhos e parabéns


    ReplyDelete
  28. Carolina HenriquesNovember 1, 2013 at 5:01 PM

    Boa Tarde à minha decoradora preferida e a todos os seguidores do blog.
    Não há maneira de convencê-la da utilidade de uma gaveta pequenina porque de facto não há motivos plausíveis que sustentem a ideia. Regra geral uma mesinha de cabeceira com uma gaveta minúscula, para o bem do casal, terá uma utilidade: guardar 1 livro e "adereços"(pequenos)para estarem acessíveis ao companheiro/companheira a qualquer momento. Sim falo de coisas necessárias de estar à mão a qualquer momento e que não impliquem ter de sair do conforto da cama. Juntando o útil ao agradável, tendo uma comoda, ou seja, gavetas maiores, há espaço para o mesmo livro, os mesmos adereços e mais qualquer coisa... Pastilhas para o hálito, umas peças de lingerie, um batom ou até mesmo os comprimidos para a (habitual) dor de cabeça não sobrepor o conforto da cama e da companhia :)
    um ótimo fim de semana, repleto de boas energias*

    ReplyDelete
  29. Boa tarde Ana, antes de tudo muitos parabéns pelo seu magnifico trabalho. De momento encontro-me a mobilar a minha casa e como jovem que sou tenho tido em conta todos os pormenores, isto é : mobilar economizando, rentabilizar os armários no que respeita a arrumação e tornar o espaço acolhedor e de fácil manutenção. As duas cómodas ficam lindamente,amei. No entanto e já que é para convencer ;) porque não optar por uma cama com gavetas por baixo e as mesas de cabeceira apenas para servir de apoio para colocar os telemóveis e uns livros de leitura ;) e se sobrar espaço um cantinho de leitura (poltrona, cadeira, puff e um baú pequeno ou cesto em vime com a mantinha) ;) Continuação de um bom trabalho cheio de inspiração e cor

    ReplyDelete
  30. Boa dia De coração Ana,

    Sempre a mimar-nos com lindissimas propostas de decoração.
    Eu particularmente gosto da 3 e 4 propostas têm tudo a ver comigo, menos é mais...

    Beijocas grandes e óptimo fim de semana.
    sara antónio

    ReplyDelete
  31. Olá Ana!Eu no meu quarto, no meu lado da cama, não tenho mesa de cabeceira, tenho uma cómoda!Sim senhora!Dá um "jeitão" em termos de organização e tem outro impacto visual!Próximo objectivo: personalizar a cómoda, que é do Ikea, toda branca, lisa com padrões, como a Ana já fez nos Queridos e quando encontrar a poltrona dos meus sonhos vai para o lado da cama do meu querido marido.
    Beijinhos e obrigada pelas inspirações

    ReplyDelete
  32. Olá Ana.


    Quando for grande quero ser como você.

    Amo quase tudo que faz. E sim, também sou adepta dessa solução, cómoda em lugar da tradicional mesa de cabeceira, tanto que já pratico :)

    Beijinhos e continue assim, sempre a mimar-nos com coisas lindas.

    ReplyDelete
  33. Ana Cristina Santos :)November 1, 2013 at 7:30 PM

    A mesinha de cabeceira pequenina tem uma função ideal: guardar coisas pequeninas, ou seja, é o local ideal para guardar o presente que a Ana vai oferecer à resposta mais original ;)

    ReplyDelete
  34. No meu quarto está assim... mas continuo a ter a "outra" cómoda aos pés da cama! E mesmo assim, ainda precisava de mais espaço!!! Para quando uma ideia que mova paredes?! :)

    Andreia Oliveira

    ReplyDelete
  35. Olá Ana!

    Concordo plenamente que se aproveite o espaço disponível, mas quando este não existe convenhamos que pelo menos uma gavetinha faz falta. Se não, onde "esconderíamos" alguns objectos interessantes e úteis para surpreender o marido a meio da noite, sem termos de nos levantar???

    Bom fim de semana!

    ReplyDelete
  36. Olá Ana, adoro os seus trabalhos e fico surpreendida a cada novo projecto executado por si.
    Quanto à gavetinha minúscula, serve para guardar os livros do Gustavo Santos sem que o marido ciumento se incomode por termos a imagem de um homem muito mais musculado em cima da mesa de cabeceira.
    Convencida?

    ReplyDelete
  37. Adoro as cómodas,tenho duas pequenas a servir de mesa de cabeceira, a gavetinha... é p'ra chave do diário! A Ana não é do tempo do diário?!
    Gosto muito dos seus projectos, Parabéns e Obrigada por "espevitar"
    o meu bichinho da decoração.
    Bom fim semana

    ReplyDelete
  38. Bom dia, Ana.
    A questão reside sempre no espaço disponível. Quando o temos, todos os arranjos serão possíveis desde que obedeçam aos nossos padrões de estética.
    Mas, a ausência de espaço,impõe uma regra: tudo o que entra em casa deve servir para arrumação, mesmo que seja para materiais de dimensões exíguas.
    Por este motivo, sou uma defensora acérrima da gavetinha. A utilidade que cada um lhe dá é pessoal, o mais importante é que ela será sempre benvinda quando se luta com a falta de espaço.
    A minha opção foi retirar do roupeiro as gavetas e colocar só varões em diferentes alturas para peças curtas e compridas e, aos pés da cama, colocar um duplo camiseiro com grandes gavetões e com uma altura equivalente a cerca de 1,5X a de um cómoda normal.Por cima, biblots ao gosto e, mais uma vez, mais espaço de arrumação.
    Quanto à gavetinha, que bom que é chegar a casa e dispôr de um sítio para guardar objetos pessoais e manter, desta forma, o aspeto "clean" de que tanto gosto!
    Obrigada por partilhar connosco esta sua paixão e por me permitir opinar sobre um tema que me é particularmente QUERIDO: a falta de espaço!

    ReplyDelete
  39. Olá Ana,

    entre a gavetinha minúscula e a cómoda, existe um tamanho intermédio cuja dimensão se adequa à quase totalidade das casas (ex: 2 gavetas). Nelas se pode guardar a "farmácia da casa", os 1000 colares e pulseiras que as senhoras tem, e todos aqueles pequenos objectos/recordações que são só nossos.
    Em espaços grandes, concordo que o formato de cómoda permite maior arrumação e tem outro impacto visual. :)

    ReplyDelete
  40. A gavetinha que se vê ao barulho da lupa das tradicionais mesas de cabeçeira é essencial para esconder um par de preservativos, permitindo, em paralelo, que estejam "sempre à mão"...

    ReplyDelete
  41. Olá
    Entre mesas de cabeceira e cómodas o que importa é caber no espaço existente e ajudar a identificá-lo como nosso, além de oferecer espaço de arrumação que seja realmente para arrumar coisas e não um monte de tralha.
    O que interessa é tornar o espaço nosso, seja com uma cadeira antiga ou uma prateleira do IKEA a servir de mesa.
    No fundo tudo depende da vontade de inovar e do gosto de cada um.
    Pessoalmente gosto da versão que tiver mais arrumação, mas apenas por isso mesmo. Mas também gosto do estilo nórdico simples e confortável e se me importava de ter uma escada com prateleiras no lugar da mesa de cabeceira? Nem por isso! Desde que tivesse um outro espaço onde coubesse a minha "tralha" toda! :)
    Continuação de bom trabalho e bom gosto.
    P.S.: Como mudei para a Suécia infelizmente tive de deixar de ver o programa, o que me deixa triste porque era um dos poucos programas portugueses a que assistia religiosamente.

    ReplyDelete
  42. Não preciso de mesinhas
    Que só ocupam lugar
    Preciso de dois apoios
    Para o despertador de manhã tocar

    No meu quarto pequenino
    A sugestão da Ana segui
    Com duas cómodas pequeninas
    Tenho os apoios que sempre pedi

    E com estes apoios uma cómoda ganho também
    Onde arrumo a minha roupinha
    E outras coisas que preciso
    Tudo muito dobradinho.

    Obrigada querida Ana
    Minha decoradora favorita
    As suas seguidoras ela ama
    Dando tanta idéia bonita! :)

    ReplyDelete

Comments here: